Total de visualizações de página

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

The Soulbreaker Company - Itaca (2010)

Já havia um tempo que estava para postar esse álbum dessa banda Espanhola, mas sempre acabava me esquecendo e acabava pondo outras no lugar dela, o que de certa forma tem sido injusto com o nível do trabalho; mas enfim acabei me redimindo e apresentando essa grande banda aqui no blog. Resolvi postar especificamente esse terceiro álbum  do The Soulbreaker Company por achar o mais trabalhado e o que contém as influências mais diversas, que vão desde o estilo de sempre que é um classic rock vigoroso ao progressivo com pitadas de pop. "Itaca " tem uma atmosfera única e com músicas de climas e pegadas distintas, o que torna o trabalho ainda mais agradável de ouvir e de assimilar . Outro ponto diferenciado são as melodias que colam fácil na mente e a voz do vocalista , com um timbre incomum e anasalado, mas com boa dose de potência e identidade. Não deixem de conhecer mais essa excelente banda!







Formação:

Jony Moreno - Vocal/guitarra acústica;
Asier Fernandez - Guitarra;
Daniel Trignanes - Guitarra;
Illán Arribas - Baixo;
Javier Arteaga - Teclados;
Andoni Ortiz - Bateria;






                                                                                  download







quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Clive Barker - Desfiladeiro do medo (2001)

Clive Barker  é de Liverpool, nascido em  5 de outubro de 1952; é um escritor, cineasta, roteirista, ator, produtor de cinema, artista plástico e dramaturgo inglês. Um dos mais proeminentes ícones tanto da literatura como do cinema no estilo suspense/terror; Suas obras são carregadas de climas densos e de personagens que misturam o subrenatural, o obscuro e personalidades de caráter duvidoso em sua maioria. Nesse livro  mostra com clareza como é o mundo do glamour por trás das mansões e roupas caras, um mundo egoísta, frio e cruel, onde o que mais importa é estar sempre belo e no ápice.
Ele impressiona tanto pela falta de brio de muitos personagens como pelas atitudes egoístas que nos fazem pensar até onde a fama , poder e dinheiro influenciam na moral de cada indivíduo. Outro aspecto interessante é a forma natural em que une a trama e traça um paralelo entre beleza , decadência bem como solidão e velhice, onde a busca pela imortalidade e o poder dão a tônica do livro. Outro aspecto que chama a atenção é a relação simbiótica entre os espíritos e demônios onde destila boa dose de luxúria e maldade. Para quem ama esse tipo de literatura e ainda não conhece ou não leu, não pode deixar de obter mais essa sensacional obra desse gênio do estilo!





                                                                                 download

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Moth Vellum - Moth vellum (2007)

Moth Vellum é uma banda de Prog sinfônico americana que tem a sua estréia nesse álbum homônimo de 2007. Com um som bem trabalhado e refinado, transitam tanto por bandas setentistas ( Genesis, Yes e Camel ) como por bandas mais novas ( Moon Safari, Mystery e Glasshammer). Pontos altos são a afinação e plasticidade da voz do baixista bem como os backings, os climas e harmonias belíssimas do teclado e uma bateria e baixo bem coesos na dinâmica e andamentos; Fora isso, a capa é de uma criatividade ímpar e simples, o que faz desse primeiro e único álbum um pressagio de que muito mais tesouros dessa incrível banda venham por ai!






Formação:

Johannes Luley - Guitarra;
Tom Lynham - Teclados;
Matt Swindells - Bateria/vocal;
Ryan Downe - Baixo/vocal;






                                                                                download





segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Bones - Waiting here (1973)

Inicialmente esses Californianos chamavam-se The Peppermint Trolley Company, mas devido ao rompimento em 1969 com a gravadora Acta records mudaram o nome para Bones, numa alusão a uma obra do escritor Erle Stanley Gardner. No caso o referido álbum é o segundo e último da banda, o qual nos apresenta uma sonoridade que mescla tanto o classic rock, soul e blues, fazem com maestria essa mistura com canções bonitas, agradáveis, cheias de personalidade e climas variados; Os vocais hora mais rascantes hora mais melodiosos bem como os backings perfeitos são um dos pontos altos desse álbum; outro diferencial é a incursão dos instrumentos de sopro no momento certo para cada música; Mais uma pérola a ser conhecida!














                                                                                   Download






quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Discipline - Push & profit (1994)

Os Estados Unidos nunca tiveram a mesma tradição em termos do rock progressivo quanto outros países europeus segundo muitos costumam comentar; Apesar disso há várias bandas da terra do Tio Sam que desmentem esse estigma, mas que infelizmente tiveram pouca notoriedade no mainstream  a não ser por umas pouquíssimas bandas. Um bom exemplo disso é o Discipline , que é conhecido e cultuado pelo público que busca bandas mais obscuras, como é o meu caso. É o tipo de banda que consegue fazer um som extremamente rico e trabalhado. com influências tanto de Van Der Graaf Generator, Pink Floyd, Gentle Giant à Beatles  mas ao mesmo tempo com melodias marcantes, belas e com certeiras incursões de saxofones e violinos em momentos chave de algumas faixas. Ouçam e baixem sem medo!






Formação:

Matthew Parmenter : Vocal/guitarra/violino/teclados;
Jon Preston Bouda : Guitarra;
David Krofchock : Teclados;
Matthew Kennedy : baixo;
Paul Dzendzel : Bateria;






                                                                                 download








sexta-feira, 21 de julho de 2017

Faith (1973)

Essa banda Americana do estado de Indiana, como não podia deixar de ser aqui no blog, é mais um dos inúmeros casos de bandas excelentes que não tiveram notoriedade devida. Faith lançou nos seus seis anos de vida 5 álbuns, sendo o postado no caso o primeiro; O som é bem legítimo e raiz, com muita dose de energia e groovie, onde há traços de estilo de seus contemporâneos como o Grand Funk Railroad, Spooky Tooth, Trapeze e até mesmo Led Zeppelin em determinados momentos de algumas canções. Destaque para a voz poderosa e bonita de Carl Storie e a criatividade do tecladista/saxofonista John Cascella. Uma banda com energia e musicalidade que vai agradar a todos os fâns do classic rock dos 70`s.






Formação:

Carl Storie : Vocal/gaita;
David Bennett : Guitarra;
Mark Cawley : Baixo;
John Cascella ; Teclados/saxofone;
Dave Barnes : Bateria;




                                                                                  download





quarta-feira, 28 de junho de 2017

Galaxy-Lin - "G" (1975)

Dentre as várias bandas homônimas de países como U.S, Alemanha e Suiça, a referida banda proveniente da Holanda se destaca não só apenas por ter o nome "Lin" compondo o nome, mas também pela formação diferenciada com dois bandolins, saxofone e flauta. A sonoridade do Galaxy-Lin transita tanto pelo jazz fusion e folk como pelo próprio progressivo em certos momentos; O belo timbre e competente interpretação do vocalista é um diferencial, bem como a execução primorosa dos demais instrumentos sem excessos e com temas marcantes, sobretudo pelo principal nome da banda, o guitarrista e compositor Robbie Van Leeuwen (ex-Shocking Blue). Um álbum único e imperdível!






Formação:

Rudy Bennett ; Vocal;
Robbie Van Leeuwen : Bandolim/vocal;
Hugo Van Haastert: Bandolim/vocal;
Derek Remelink : Sax/Flauta;
Peter Wassenaar : Baixo;
Peter Rijnvis : Bateria;






                                                                                 download